Prefeitura entrega certificados para formandos em Libras
Parceria entre Prefeitura e Sesc trará beneficios para todos os servidores municipais
Casamento Comunitário de Osasco está com inscrições abertas
Prefeitura une esforços para manter Osasco longe da dengue
O curso forma cerca de 600 pessoas a cada ciclo
Adesão permitirá aos funcionários utilizar as unidades do SESC no Estado de SP
Os interessados devem comparecer ao Fundo Social de Solidariedade
Ação já passou pelo Santa Maria, Palmares, Veloso, Cipava II, Munhoz Jr., Novo Osasco
 
Notícias
Prefeitura une esforços para manter Osasco longe da dengue

Agência SECOM de Notícias

Foto: Sérgio Gobatti

 

Pelo sexto sábado consecutivo, a Prefeitura de Osasco realizou o Mutirão de combate ao Aedes aegypti. Desta vez no Jardim Roberto, a ação aconteceu no dia 11/2 e reuniu mais de 100 agentes de saúde, de estratégia de saúde da família e da Zoonoses que percorreram as casas com o objetivo de orientar sobre os riscos de deixar água parada e informar os moradores como manter os domicílios livres do mosquito.

 

“Temos avançado muito com os mutirões e a aceitação dos agentes nos bairros é muito boa. Em Osasco, a população é nossa grande parceira no combate ao Aedes aegypti”, explicou a diretora do Departamento de Vigilância da Saúde de Osasco, Dra. Marta Cristina Camillo.

 

Em parceria com a Secretaria de Saúde, a Secretaria de Serviços e Obras continua com a “Operação Cata-Bagulho”, coletando todo material que já não tem utilidade, mas pode acumular água e se tornar um criadouro do mosquito. Anunciada durante toda a semana no bairro que será visitado pelas equipes, a operação já se tornou uma grande aliada no combate ao mosquito transmissor da dengue, zika, chikungunya, febre amarela e febre do mayaro.

 

O mutirão que acontece todos os sábados e já passou pelos bairros Jardim Santa Maria, Jardim Palmares, Jardim Veloso, Cipava II, Munhoz Jr., Novo Osasco e Rochdale, vai até o último fim de semana de abril, período em que a incidência do mosquito é maior, por causa das chuvas. 

 

Segundo dados da Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo, 90% dos focos estão nas residências, mais precisamente nos vasos de planta, vasos sanitários, piscinas de crianças, potes vazios e até tampinhas de garrafas. Então sempre é importante ressaltar que a única ação efetiva capaz de evitar a proliferação do Aedes aegypit é fazer uma varredura em casa.

   

Todos contra o Aedes

 

- Encha os pratos dos vasos de plantas com areia até a borda;

 

- Troque a água e lave o vaso das plantas aquáticas com escova, água e sabão pelo menos uma vez por semana;

 

- Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre fechada;

 

- Caixas de água devem permanecer fechadas;

 

- Recolha de seu quintal todos os objetos que acumulam água, como embalagens usadas, pneus, e até uma pequenina tampinha de garrafa;

 

- Folhas e tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas também precisam ser removidos;

 

- Vale reforçar  que os repelentes indicados pela Organização Mundial de Saúde são a Icaridina, o DEET e o IR 3535.

           

Secretaria de Comunicação - SECOM

Secretária Municipal: Emília Cordeiro

Av. Bussocaba, nº 300 - Centro – CEP: 06023-901 - Osasco/SP

(11) 3652-9457 | 3652-9187 | 3652-9456